Projeto

Resumo

 

O projeto insitu.Biomas - Reinvent biomanufacturing systems by using an usability approach for insitu clinic temporary implants fabrication, representado por um consórcio multidisciplinar, surge com o objetivo de implementar uma nova estratégia para a produção de implantes temporários para a regeneração de tecidos.

No âmbito do projeto pretende-se desenvolver um sistema de biofabricação totalmente adaptado para utilização em contexto hospitalar, concebido para profissionais de saúde investigarem e implementarem novas soluções para dar resposta aos problemas associados à escassez de órgãos e terapias de transplantação.

O novo equipamento de impressão 3D reinventado para utilização em contexto hospitalar, permitirá a produção de implantes temporários em ambiente estéril, através da utilização de diferentes tecnologias de biofabricação e ferramentas inovadoras adaptadas às necessidades dos clínicos e técnicos de saúde.

O equipamento inovador terá um design compacto e uma interface gráfica simples e intuitiva para um fácil manuseamento de todos os sistemas. As funcionalidades do equipamento insitu.Biomas irão proporcionar ao profissional de saúde a obtenção de implantes temporários de uma forma mais simplificada, permitindo uma reduzida intervenção do utilizador durante o processo de produção.

 

Características Inovadoras

 

  • Combinação de três diferentes técnicas de biofabricação num só equipamento - Combinação de tecnologia de luz UV para impressão de hidrogéis fotopolimerizáveis, sistema de extrusão de termoplásticos e electropinning com colector fixo e rotativo, para produção de implantes temporários heterógeneos.
  • Dimensão do equipamento - Redução da dimensão do equipamento em 20%, o equipamento produzirá implantes temporários em ambiente estéril, não sendo necessário integrá-lo numa câmara de fluxo laminar.
  • Equipamento e ferramenta computacional direcionada para profissionais de saúde - O equipamento e operacionalização de todo o sistema de biofabricação será realizada através de um sistema operativo concebido para profissionais de saúde.
  • Cabeça de impressão de hidrogéis automática - O sistema de impressão de hidrogéis funcionará apenas com uma cabeça de impressão, que automaticamente permitirá utilizar até quatro seringas/materiais, além de possibilitar a remoção da seringa, armazenando-a numa caixa adequada para resíduos hospitalares.
  • Desenvolvimento de casos de estudo das estruturas heterógenas com testes in vitro e in vivo - Avaliar as estruturas tridimensionais produzidas através de testes in vitro e in vivo.

 

© 2016-2019 Consórcio insitu.BIOMAS

Compete, Portugal 2020, FEDER